O que é Diagrama de Ishikawa?

Diagrama de Ishikawa, também conhecido como Diagrama de Espinha de Peixe ou Diagrama de Causa e Efeito, é uma ferramenta da qualidade que ajuda a levantar as causas-raízes de um problema, analisando todos os fatores que envolvem a execução do processo.

Criado na década de 60, por Kaoru Ishikawa, o diagrama leva em conta todos os aspectos que podem ter levado à ocorrência do problema, dessa forma, ao utilizá-lo, as chances de que algum detalhe seja esquecido diminuem consideravelmente.

Na metodologia, todo problema tem causas específicas, e essas causas devem ser analisadas e testadas, uma a uma, a fim de comprovar qual delas está realmente causando o efeito (problema) que se quer eliminar. Eliminado as causas, elimina-se o problema.

O diagrama de causa e efeito considera que os problemas sejam classificados em seis categorias de causas, os famosos 6M: Método, Matéria Prima, Mão de obra, Máquinas, Medição e Meio Ambiente. 

MétodoNesta categoria você deverá inserir causas relacionadas às melhores práticas e procedimentos utilizados para executar o trabalho. Os problemas podem ocorrer devido a metodologia aplicada de forma incorreta, ou seja quando o efeito indesejado é consequência da metodologia de trabalho escolhido. Devemos nos questionar o quanto a forma de trabalho influenciou o problema.

Matéria Prima: Nesta categoria devem ser adicionadas causas que envolvam o material utilizado no trabalho. Os problemas podem surgir devido à inconformidade técnica ou pela qualidade exigida para realização do trabalho. Devemos nos questionar se o material utilizado pode ter influenciado o trabalho, se o material tinha boa qualidade, ou se foi proveniente de um fornecedor homologado.

Mão de obra: Esta categoria mostra as causas que envolvem atitudes e dificuldades por parte do colaborador como por exemplo: procedimento inadequado, pressa, imprudência, ato inseguro, desleixo, falta de qualificação, dentre outros. Devemos nos questionar se o colaborador está preparado e bem treinado, se sua atitude está adequada ou se há falta de experiência.

Máquinas: Nesta categoria encontramos as causas que envolvem tudo que está relacionado com maquinário do processo. Muito problemas são derivados por falhas de máquinas, podendo ser causados devido falta de manutenção regular ou mesmo se for operacionalizada de forma inadequada. Devemos no questionar se houve problemas com máquinas e equipamentos em geral.

Medição | Medidas: Esta categoria é preenchida com as causas que envolvem os instrumentos de medida, sua calibração, a efetividade de indicadores em mostrar as variações de resultado, avaliações de forma incorreta,  se o acompanhamento está sendo realizado, se ocorre na frequência necessária, etc. Problemas podem aparecer quando o efeito é causado por uma medida tomada anteriormente para modificar processo.

Devemos questionar se as métricas que usamos para medir o trabalho estão adequadas.

Meio Ambiente: Nesta categoria temos as causas relacionadas às questões do trabalho como local, calor, layout, poluição, poeira, falta de espaço, dimensionamento inadequado dos equipamentos, dentre outros. O ambiente pode favorecer a ocorrências de problemas. Devemos nos questionar se houve alguma influência do meio ambiente na ocorrência do problema.

Diagrama de Ishikawa exemplo

Para que o Diagrama de Ishikawa é utilizado?

A utilização do Diagrama de Ishikawa é muito ampla. Existem diversas áreas que o aplicam e que podem se beneficiar de suas qualidades. Para você ter ideia, é possível empregá-lo até mesmo na solução de problemas do seu dia a dia.

Ele costuma ter maior riqueza de detalhes de acordo com a criatividade, raciocínio e experiência de quem o constrói. Quanto maior o detalhamento, mais fácil será em achar a causa-raiz.

Os 6 Ms são mais utilizados na área de controle de qualidade. Portanto, em outros contextos, os parâmetros podem ser diferentes.

Na gestão de pessoas, por exemplo, eles são conhecidos como 4 Ps:

Políticas: são as normas e políticas utilizadas pela organização para gerenciar a produção e as pessoas.

Procedimentos: são determinados os procedimentos para o concebimento do produto ou serviço, principalmente os que podem causar o efeito.

Pessoas: todos os envolvidos na cadeia produtiva. Você também pode incluir os stakeholders, por exemplo, ou até mesmo vizinhança e clientes.

Planta: é o layout de produção, comercialização e gerência de um produto. Deve-se adicionar os problemas que essa estrutura tem e as suas influências.

Como se faz um Diagrama de Ishikawa

Definir o problema: O primeiro passo é definir um problema. Para tanto, evite ser genérico na definição do problema, prefira definir o problema de forma objetiva e em termos de qualidade que possa ser mensurável.

Criar a espinha de peixe e marcar o problema que será analisado: Faça um traço na horizontal e marque a direita deste traço o problema que foi definido, em perpendicular a este traço, aplique os 6Ms.

Reúna a equipe: Este é o momento de gerar um brainstorming sobre o problema levando em consideração a estrutura dos 6Ms. É interessante participar deste brainstorming pessoas que estão relacionadas com o problema e de outras áreas, com diferentes perspectivas que agregam valor neste momento.

Analise as causas e fatores atrelados a estas e planeje ações: Faça uma análise das causas de forma a detectar causas que impactam mais no problema e quais seriam as soluções propostas. Após isto, planeje um plano de ações definindo os responsáveis e o prazo para cada ação.

VEJA TAMBÉM: O que é 5W2H? Como ele ajuda a aumentar a produtividade da sua empresa?

Fonte1;Fonte2; Fonte3;

Diagrama de Ishikawa: Tudo o que você precisa saber

Deixe uma resposta